Municípios de MS já registraram mais de 30 mil casos de dengue

Ministério da Saúde antecipou campanha contra a dengue na região do Mato Grosso do Sul. Com isso, será feita uma força-tarefa por parte de secretários, prefeitos e população com medidas de prevenção contra o mosquito transmissor

O estado do Mato Grosso do Sul já registrou 31.465 casos de dengue somente em 2019.  Este fator levou o Ministério da Saúde a antecipar a campanha de combate ao Aedes aegypti nesta região. A ação foi lançada na quarta-feira (11) e contará com a ajuda de secretários, prefeitos e da população mato grossense para que tais medidas de prevenção contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika sejam realizadas com sucesso.

Boletim sobre a dengue

Um boletim epidemiológico foi publicado pela Secretaria Estadual de Saúde do Estado, e faz referência aos meses de janeiro até o início de setembro. De acordo com esse relatório, foram registrados: 26 mortes por dengue; 54.614 ocorrências e 31.465 casos confirmados.

Em relação aos óbitos, estes foram registrados nos seguintes municípios: Amambai (1), Corumbá (1), Costa Rica (1), Coxim (2), Dourados (7), Maracaju (1), Miranda (1), Ponta Porã (1), Três Lagoas (3) e a capital Campo Grande com o maior número de mortes por dengue (8).

Transmissão da dengue

A dengue pode ser transmitida, ocasionando a doença por meio de quatro subtipos de vírus, que vão de 1 a 4. Neste ano, o sorotipo 2, que diz respeito a casos de dengue hemorrágica, voltou a tomar conta do estado mato grossense. Desde 2009, que p vírus não circulava por Capo Grande, por exemplo.

Posicionamento do Ministério da Saúde

Entre os fatores que possam ter contribuído para o aumento dos casos de dengue no estado está o aumento de chuvas na região Sudeste do país, de acordo com informações do Ministério da Saúde.

O mesmo diz respeito à chikungunya e a zika, que também são doenças transmitidas pela picada do mosquito Aedes aegypti. No estado, os casos de zika foram 128 e 38 ocorrências para a chikungunya.

Boletim epidemiológico

Ainda de acordo com o último boletim epidemiológico da dengue divulgado pela secretaria e que corresponde aos 79 municípios do Estado do Mato Grosso do Sul, em 74 deles foi constatado uma alta incidência da doença. Já as outras cinco cidades (Aquidauana, Anastácio, Inocência, Juti e Paranhos) registraram incidência mediada enfermidade.

Já o auge das ocorrências de dengue veio a público entre os meses de março e abril, no estado mato grossense. O município de São Gabriel do Oeste está no topo da lista como o local com maior incidência da doença, em relação à quantidade de casos para cada 100 mil habitantes.

O Ministério da Saúde também divulgou que o índice de casos de dengue, zika e chikungunya cresceu no país. Ao todo, 650 pessoas morreram entre 30 de dezembro de 2018 e 24 de agosto de 2019. Além disso, a região Sul foi a que teve o maior aumento percentual de novas ocorrências das três doenças.

Fonte: Campo Grande News

*Foto: Divulgação