Museu Inhotim reabre após oito meses fechado pela pandemia

No último sábado (7), Museu Inhotim reabriu as portas com 10% da capacidade, após visitas terem sido suspensas em 18 de março, por causa da pandemia de Covid-19

O Museu Inhotim voltou a funcionar após oito meses fechado pela pandemia. O maior instituto de cultura a céu aberto do mundo fica em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Preparativos para reabertura do Museu Inhotim

Desde agosto, o Inhotim já se preparava para uma possível reabertura. Mas seguindo todos os protocolos de saúde. Sendo assim, após estudos, a retomada segue novas dinâmicas de funcionamento, com foco no distanciamento social. O instituto voltou a operar com apenas 10% da capacidade, com circulação máxima de 500 pessoas.

Desastre de 2019

Contudo, o Instituto Inhotim que já havia passado por um grande impacto de visitas, devido ao rompimento da barragem da Vale, em janeiro de 2019, teve de lidar com mais este desafio promovido pela Covid-19.

No entanto, com a crise instalada no país, o Museu Inhotim se viu obrigado a demitir 84 funcionários, entre maio e junho deste ano. E ainda diretorias foram suspensas temporariamente. Hoje, são 351 pessoas trabalhando no local.

História

O Museu Inhotim foi inaugurado como Centro de Arte Contemporânea Inhotim (Caci), em setembro de 2004. O local ocupa 140 hectares de área de visitação.

Já sob o nome Instituto Inhotim, a abertura para visitação ocorreu somente dois depois, em 12 de outubro de 2006.

Protocolos de saúde

Todavia, o Instituto Inhotim informou que os visitantes devem estar atentos às mudanças. Isso inclui: uso obrigatório de máscaras, além de aferição de temperatura na entrada.

Antes da pandemia, o museu funcionava de terça-feira a domingo. No entanto, a partir deste mês, o local vai funcionar de sexta-feira a domingo e também nos feriados.

Horários:

  • Sexta-feira – das 9h30 às 16h30;
  • Sábado, domingo e feriado – das 9h30 às 17h30.

Porém, estão proibidos grupos em formato de excursões. Por outro lado, as visitas educativas estão restritas a apenas 5 pessoas. Vale lembrar que há a prioridade de visitação pelos espaços a céu aberto. Para consultar os demais protocolos, basta a acessar o site oficial do Instituto Inhotim.

Ingressos

Quem quiser visitar o Museu Inhotim deve adquirir com antecedência o ingresso no site Sympla. As entradas custam R$ 44 (inteira) e R$ 22 (meia-entrada).

Porém, na última sexta-feira de cada mês haverá entrada gratuita, exceto nos feriados.

Por fim, também existe a opção de comprar passaportes para dois ou três dias, com preços de R$ 76 e R$ 106 a inteira, respectivamente.

Vale ressaltar que residentes de Brumadinho que tenham cadastro no programa Nosso Inhotim não pagam entrada.

*Foto: Reprodução/TV Globo