Programação 2021 do Museu Histórico Nacional do Rio de janeiro será virtual

Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro deverá ser reaberto em outubro deste ano

Já faz um ano que o Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro (MHN), em decorrência do avanço da pandemia de Covid-19. Sendo assim, sua programação funciona inteiramente no modo virtual.

Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro

Para 2021, o Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro tem planos de reabrir para visitação ao público apenas em outubro.

Até lá, uma série de ações serão implementadas com foco na preservação de acervo, melhora das exposições, seminários e publicações, entre outras novidades. Entre as quais: o uso de QR Code nas instalações do prédio.

Museu completa 100 anos em 2022

Além disso, o plano anual deste ano prevê o começo das comemorações do aniversário museu. A instituição completa 100 anos de história em 2022.

Entretanto, as celebrações estão previstas para começar já em outubro. O início será com a exposição “Terra à vista e pé na Lua, de Ziraldo”.

A mostra conta com livros, personagens e objetos de trabalho do artista. A exposição propõe um olhar lúdico e diferente sobre a história do Brasil por meio de uma grande aventura.

Lançamento de livro

O MHN também pretende lançar o livro “Pátio Epitácio Pessoa: entre pedras, canhões e arcadas”. O enredo gira em torno do Pátio de Canhões, um dos espaços do museu onde ocorreram vários acontecimentos históricos importantes. A obra conta com uma ilustração que remete à história do espaço cultural. Além de esclarecer dúvidas sobre os objetos presentes no espaço. Contudo, o livro também terá uma versão em áudio.

Sonorização da exposição ‘Do móvel ao automóvel’

Contudo, a série de ações da instituição ainda prevê a sonorização da exposição “Do móvel ao automóvel”, que complementa a mostra com uma trilha sonora que retoma a época no qual os objetos foram produzidos.

Meios de transporte

Todavia, a exposição traz vários meios de transporte dos anos 1920, sendo uma das coleções mais importantes desse tipo. No entanto, é importante ressaltar que as atividades presenciais podem sofrer alterações devido à pandemia.

Preservação do acervo do Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro

Também estão previstas ações para a preservação do acervo do museu, dividida em três áreas.

Atualmente, o arquivo pessoal é constituído por mais de 80 fotografias que relatam um pouco da história dessa arte. Isso inclui: daguerreótipos, estereoscopias, ambrótipos, ferrótipos, fotografias sobre metal, vidro e porcelana.

A numismática, com mais de 150 mil itens, entre eles várias medalhas, condecorações e valores impressos; e, por fim, a reserva técnica, com obras da professora, museóloga e figurinista Sophia Jobim. A coleção inclui ainda desenhos, fotografias, livros, manuscritos e impressos.

Plano anual do MUSEU HISTÓRICO NACIONAL DO RIO DE JANEIRO

O plano anual deste ano foi idealizado e desenvolvido pela Associação de Amigos do Museu Histórico Nacional (AAMHN). Já a gestão é da produtora cultural Artepadilla. O Instituto Cultural Vale patrocina as ações por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

*Foto: Divulgação