Trem da Serra da Mantiqueira volta a funcionar

Após cinco meses parado em razão da pandemia do novo coronavírus, o Trem da Serra da Mantiqueira voltará a funcionar a partir deste sábado (5), em Minas Gerais.

Em um percurso total de 20 km, a circulação do trem pelo interior do estado mineiro estava suspensa desde março. Além dele, outros trens de turismo operados pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária) e pela iniciativa privada também estavam parados.

Trem da Serra da Mantiqueira – operação

A operação do Trem da Serra da Mantiqueira é realizada pela regional Sul de Minas, que abrange ainda o Trem das Águas, em São Lourenço (MG), e de Guararema (SP).

As atividades serão retomadas a partir deste sábado, seguindo todo protocolo de orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), afirma o presidente da ABPF, Bruno Crivelari Sanches.

A cidade de Guararema já retomou as atividades do trem, que foi totalmente higienizado antes e assim será a cada passeio. Eles funcionarão com capacidade reduzida de público, para que sempre tenha espaçamento entre os passageiros.

Além disso, o uso de máscaras é obrigatório durante o período em que os visitantes estiverem nas estações e dentro do trem. Todavia, a temperatura corporal dos turistas e funcionários da ABPF será verificada, diz Sanches:

“Vamos seguir todos os protocolos necessários. Em Guararema, a resposta tem sido boa. O primeiro fim de semana foi fraco, mas o último já foi melhor e temos procura alta no feriado.”

ABPF assumiu o trecho em 2004

Desde 2004, a ABPF comanda o trecho e a estação ferroviária em Minas. Portanto, o Trem da Serra da Mantiqueira é oferecido em Passa Quatro desde esta época.

A rota de turismo começa pelo centro de Passa Quatro. De lá, a estrada de ferro que no passado pertenceu à ferrovia Minas e Rio, parte rumo à Serra da Mantiqueira. Já os primeiros minutos de viagem ainda são realizados na área urbana, até chegar à zona rural e à estação Manacá, de onde os viajantes podem contemplar as belezas das paisagens.

A terceira parte do trecho fica entre Manacá e a estação Coronel Fulgêncio. Nesta parte, o passageiro se depara com florestas nativas, além das corredeiras do rio Manacá.

Exposição fotográfica

Além disso, nas estações de Passa Quatro e Coronel Fulgêncio, o visitante pode conferir uma exposição fotográfica. No local também há uma feira de artesanato, doces e iguarias típicas da região.

Revolução Constitucionalista de 1932

Contudo, o passageiro pode também visitar uma estação que posto de tropas durante a Revolução Constitucionalista de 1932. Na ocasião, a estação de Coronel Fulgêncio e o Túnel da Mantiqueira foram palcos de uma batalha sangrenta naquele ano.

Por fim o túnel entre São Paulo e Minas, de 998 metros de extensão, pode ser visitado a pé a partir da estação.

Serviço Trem da Serra da Mantiqueira

Cidade: Passa Quatro (MG)
Partidas: sáb., às 10h e 14h30 (a ser confirmada); dom., às 10h
Duração: 2h
Trecho percorrido: 20 km (ida e volta), entre as estações Passa Quatro e Coronel Fulgêncio
Preços: R$ 70
Atrações: exposição fotográfica nas estações, feira de artesanato, doces típicos e o túnel da Mantiqueira (o trem não faz a travessia)
Gastronomia: no passeio, são vendidas bebidas; na cidade, doces e queijos regionais
Informações: 35 3371-2167

*Foto: Divulgação/ABPF