Conheça curiosidades da Hemeroteca do Arquivo de Rio Claro

Hemeroteca do Arquivo de Rio Claro pode ser acessada por qualquer residente da cidade do interior paulista

A Hemeroteca do Arquivo de Rio Claro conta com o arquivo “Oscar de Arruda Penteado”. E esta parte da história da cidade do interior paulista pode ser acessada por qualquer residente.

Hemeroteca do Arquivo de Rio Claro

A palavra hemeroteca (do grego heméra, que significa “dia”, mais théke, que significa “depósito” ou “coleção”) refere-se a qualquer coleção ou conjunto organizado de periódicos (jornais ou revistas).

Além disso, ela também pode ser uma seção de biblioteca apenas reservada à conservação de material escrito deste gênero. Ou ainda a uma coleção temática de recortes de jornais e revistas ou, mesmo, uma base de dados, em suporte informático, com material proveniente deste tipo de publicações.

O cidadão rioclarense tem acesso a vários jornais produzidos no município entre o começo do século XIX até os dias atuais.

Disponíveis para consulta

Alguns dos periódicos disponíveis para consulta na Hemeroteca do Arquivo de Rio Claro são: O Alpha com datas limite entre 1901-1928. Fundado em 1878, esse periódico possuía um caráter noticioso e literário, publicava artigos sobre a cidade e seus costumes, anúncios comerciais, indústrias e sobre eventos sociais.

Em 1933, entra o Diário de Rio Claro e que ainda está na ativa. Mas foi fundado em 1º de setembro de 1886, originado do bissemanário O Tempo. Os primeiros anos do jornal foram marcados por uma atuação bastante destacada nas campanhas pela Abolição e pela República. Mas em 1932, devido a seu apoio ao movimento constitucionalista, sofreu violenta represália por parte dos simpatizantes de Getúlio Vargas, tendo praticamente todo seu valioso arquivo, já quase cinquentenário, destruído. E o Cidade de Rio Claro, fundado em 1934 e com circulação até os dias de hoje.

Propagandas

Vale destacar que os periódicos antigos possuíam muitas propagandas e em diferentes formatos e clientes. Além disso, ao analisar uma peça publicitária desta época é possível perceber as mudanças no espaço organizado e construído na cidade. Ele pode ser capaz ainda de configurar as relações sociais e explicar as condições de vida e fases da evolução das cidades.

Eventos, festas, esporte, cultura e outros assuntos

A Hemeroteca do Arquivo do Rio Claro também guarda um grande acervo de mensagens institucionais e de promoção das mais diversas causas sociais. Isso inclui: festas populares, encontros políticos e profissionais, eventos, esporte, cultura, lazer, colunas sociais e necessidades específicas. Este último engloba doações de agasalhos e dinheiro para entidades filantrópicas e causas assistenciais.

Por fim, há muitas imagens de propagandas e anúncios da década de 1970.

*Foto: Reprodução/Arquivo