Investimentos em Pernambuco: Estado atraiu mais de R$ 669,2 milhões em recursos

Investimentos em Pernambuco resultou em 210 projetos privados, gerando quase 4 mil novos empregos neste ano

Semana passada, o governo de Pernambuco divulgou que atraiu 210 projetos privados que equivalem a R$ 669,2 milhões investidos no Estado em 2021. Sendo assim, será possível gerar mais de 4.000 novos empregos nas futuras instalações no Estado, melhorando a economia.

Investimentos em Pernambuco

Prova disso é que apenas na 117ª reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e Serviços (Condic), foram aprovados os 66 últimos projetos. Eles totalizam R$ 237,5 milhões em investimentos em Pernambuco, além de 968 postos de trabalho a serem criados.

Prodepe

Dos 66 projetos anunciados na última reunião, 47 fazem integram o Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe) e 19 do Programa de Estímulo à Indústria do Estado de Pernambuco (Proind), segundo a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adepe).

Tais projetos dizem respeito à ampliação ou implantação de indústrias, centrais de distribuição e importadores atacadistas, que somam investimentos de R$ 205 milhões e cerca de 549 empregos.

Além disso, as empresas que integram o programa vão receber incentivos fiscais de R$ 74,5 milhões. Já pelo Proind foram anunciados 19 projetos envolvendo investimentos de cerca de R$ 33 milhões e geração de mais de 400 postos de trabalho.

Destaques de Investimentos em Pernambuco

Dentre os projetos de destaque, está: a manutenção do poder competitivo das Indústrias Raymundo da Fonte, em Paulista. Isso porque são mais de R$ 122 milhões de investimentos e quase 84 novos postos de trabalho a serem gerados. Já o destaque do Proind diz respeito à Kulma Indústria e Comércio de Embalagens Ltda, de Jaboatão dos Guararapes, que deve investir R$ 10 milhões e gerar 60 novos postos de trabalho.

Ale ressaltar que do total de projetos do Programa aprovados na reunião, 24 são industriais.  No recorte dos projetos industriais, 12 ficarão na Região Metropolitana do Recife (RMR), e a outra metade no interior do estado. Juntos, os projetos representam investimentos de R$ 204,8 milhões, sendo R$ 163,6 milhões na RMR e R$ 41,2 milhões no interior. E um total de 549 empregos serão gerados nas futuras operações, sendo 295 na RMR e 254 no interior. Completam o bloco de aprovados, 11 importadoras e 12 centrais de distribuição.

12 cidades beneficiadas

Segundo informações da Adepe, 12 cidades foram beneficiadas, sendo três na RMR (Cabo de Santo Agostinho, Recife e Paulista) e nove no interior (Caruaru, Feira Nova, Jaboatão dos Guararapes, Afogados da Ingazeira, Vitória de Santo Antão, Custódia, Garanhuns, Serra Talhada e Tacaimbó).

Interior do estado

Roberto Abreu e Lima, presidente da Adepe afirma que neste ano 35% dos 210 projetos aprovados no Condic têm como destino o interior. Desse total de R$ 669,2 milhões em investimentos aprovados em 2021, 41% equivalem a aportes destinados ao interior de Pernambuco. Já em número de empregos, os dados demonstram equilíbrio entre RMR e interior. Dos 3.977 empregos projetados, 46% das vagas estão no interior.

Por fim, Geraldo Júlio, secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, participou da reunião e fiz que o desempenho atual revela que 2022 poderá ser mais atrativo à economia estadual.

*Foto: Divulgação/Adepe