Nova diretoria da ABL toma posse no RJ

Na última sexta-feira (11), a nova diretoria da ABL foi empossada na cidade do Rio de Janeiro. Todavia, a nova equipe foi eleita no dia 3 dezembro. Em virtude da pandemia, a tomada de posse ocorreu de forma virtual.

Nova diretoria da ABL para 2021

A nova diretoria da ABL não é tão nova assim. Prova disso é que o acadêmico Marco Lucchesi assumiu seu quarto mandato consecutivo como Presidente. Além dele, tomaram posse os acadêmicos: Merval Pereira (secretário-geral), Antônio Torres (primeiro-secretário), Edmar Bacha (segundo-secretário) e José Murilo de Carvalho (tesoureiro).

Presidente da ABL

O currículo do presidente da ABL na área de cultura é vasto. Lucchesi é poeta, escritor, ensaísta, tradutor e ocupante da cadeira nº 15 da Academia Brasileira de Letras. Além disso, ele também é conhecido por sua militância na área dos direitos humanos. Já seu primeiro mandato como presidente da academia foi em 2017. Na ocasião ele foi o mais jovem presidente a assumir o cargo nos últimos 70 anos. Contudo, ele tem sido valorizado por sua administração inclusiva. Em consequência disso surgiu mais projetos sociais na casa.

No entanto, 2021 será o último ano de Lucchesi como presidente da instituição. E entre suas prioridades estão o aprofundamento do setor de lexicologia e lexicografia, além da atualização do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp).

Mas em razão da pandemia, o acadêmico considera como urgente a digitalização dos arquivos e bibliotecas da casa:

“Não há saída de emergência e tenho o grande defeito de me sentir desafiado — disse ele sobre o seu quarto mandato, após a posse.”

Suspensão das atividades

Além disso, a ABL foi a primeira instituição carioca e fechar as portas por causa da quarentena. Por enquanto, o plano é manter o núcleo mínimo de funcionários. Lucchesi pede calma neste momento e diz que os projetos institucionais seguem a todo vapor. Porém, é preciso cuidar não só da saúde dos acadêmicos, como também da saúde dos funcionários e da população.

Discurso da nova diretoria da abl

Em seu discurso de posse, durante da nova diretoria da ABL, transmitido via YouTube da Academia, Lucchesi defendeu valores democráticos:

“As instituições brasileiras precisam abrir suas portas e janelas. E que se tornem mais coloridas e diversas, mediante a presença de afrodescendentes e povos originários. Assumir a diferença significa ampliar a emancipação, combater o racismo e democratizar a República. Não queremos a entropia do Mesmo: somos todos brasileiros.”

Terras indígenas

Por fim, o presidente da ABL falou chamou a atenção da importância de salvar as terras indígenas brasileiras. Ele se dirigiu diretamente ao líder yanomami Davi Kopenawa, autor do livro “A queda do céu”.

“Mil vezes querido Davi, estamos cansados de sonhar apenas com quem somos e quero que nos ensine a pensar com você a terra em toda a sua generosidade e convoque os espíritos da floresta para evitar que o céu desabe.”

O final da cerimônia de posse da nova diretoria da ABL teve apresentação dos músicos Kiko Horta, David Chew e Franklin da Flauta.

*Foto: Divulgação