Filme ‘Bacurau’ abrirá 47ª edição do Festival de Gramado

A mostra deste ano vai homenagear o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, morto no mês passado; ele era curador do evento e foi responsável por 80% da programação que será apresentada ao público em agosto

Nesta semana foram anunciados os filmes que integram a 47ª edição do Festival de Gramado. O evento acontece em 16 de agosto, no município da Serra Gaúcha. Na abertura será exibido o longa-metragem “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles e protagonizado por Sônia Braga.

Além da mostra, o evento vai homenagear o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, que morreu em junho. O cineasta era curador do festival e contribuiu com 80% das escolhas para a edição deste ano.

Longas em competição

Os filmes brasileiros em competição são: “Hebe – A Estrela do Brasil”, protagonizado pela atriz Andreia Beltrão e dirigido por Maurício Farias; “O Homem Cordial”, de Iberê Carvalho, que já conquistou um Kikito com a produção “O Último Cine Drive-in”; “Pacarrete”, de Allan Deberton; “30 Anos Blues”, de Andradina Azevedo e Dina Andrade; “Raia 4”, de Emiliano Cunha; e “Vou Nadar Até Você”, de Klaus Mitteldorf e Luciano Patrick.

Competição latina

Já os longas latinos somam oito produções. A diretora argentina Paula de Luque traz à mostra “La Forma de Las Horas”. O Uruguai será representado por “Em El Pozo”, dos irmãos Bernardo e Rafael Antonaccio. Já o chileno Juan Cáceres chega ao evento com o filme “Perro Bomba”. Completam a trinca, os filmes: “Muralla” (Bolívia), “El Despertar de las Hormigas” (Costa Rica), “Dos Fridas” (Costa Rica e México) e “A Sono f Man – La maldición del tesoro de Atahualpa” (Equador).

Mais homenageados

O ator Lázaro Ramos subirá ao palco para receber o Troféu Oscarito. Quando soube do prêmio, o ator baiano se disse honrado e que desta vez poderá participar desta noite dedicada ao cinema. Na ocasião em que ganhou como melhor ator por sua atuação em “Cafundó”, ele não conseguiu ir ao evento. Lázaro ainda ressaltou em um vídeo a importância do festival deste ano, em que é muito necessário falar sobre o cinema nacional e suas produções.

O Kikito de Cristal irá para o galã argentino Leonardo Sbaraglia, que ficou mais conhecido por aqui pelo longa “Relatos Selvagens”. A atriz e diretora carioca Carla Camurati receberá o Troféu Eduardo Abelim. Já o cartunista Mauricio de Souza será contemplado com o Troféu Cidade de Gramado.

47ª Edição do Festival de Gramado

O Festival de Gramado acontece desde 1972, contemplando produções nacionais. No entanto, com a era Collor e as dificuldades enfrentadas pelo setor, evento passou a premiar longas-metragens latinos.

Sobre isso, Édson Humberto Nespolo, presidente da Glamadotur,que promove o festival, disse à Band:

“Ainda que o cenário não seja favorável, com festivais importantes sendo transferidos e até cancelados, e ainda que tenhamos tido perdas irreparáveis, Gramado se mantém firme e chega em 2019 preparado para enfrentar as adversidades”.

Ele explicou que Gramado está perto de atingir a meta de patrocinadores. E que apesar da crise instalada no mercado audiovisual, devem investir entre 5 ou 6% a mais do que ano anterior.

Nespolo também comentou sobre o falecimento de Rubens Edwald Filho, em entrevista à Folha:

“Falar do Rubens… Nós somos uma formiguinha nesse universo gigante que é o cinema, e ele era o maior nome do cinema brasileiro nos últimos anos. Preencher a falta do Rubens é impossível. Mas fico feliz em dizer que ele fez uma contribuição grande na seleção, com uns 80% dos filmes tendo sua ajuda na escolha, junto ao Marcos Santuário”.

O presidente da Gramadotur ainda ressaltou que por conta da contribuição do crítico de cinema não foi necessário fazer alterações na programação deste ano. Além disso, é importante para o festival saber que esta edição tem a voz e a participação de Ewald Filho.

Fontes: Band e Folha de S. Paulo

*Foto: Divulgação