Genipabu (RN) proporciona dunas e aventuras nas areias

Situada ao norte de Natal, Genipabu é destino certo para os amantes de aventuras que gostam de encarar bancos de areia

A praia de Genipabu, localizada ao Norte de Natal oferece muita aventura para quem gosta de adrenalina, ao encarar dunas a bordo de um buggy. O veículo (ao custo de R$ 465) tem capacidade para até cinco pessoas e é um passeio obrigatório para qualquer turista que vá ao Rio Grande do Norte.

Genipabu – para os amantes de aventura

O viajante que for a Genipabu pode escolher um roteiro emocionante, com direito a derrapadas e arrancadas de tirar o fôlego, ou simplesmente optar por uma travessia relaxante e serena. Em ambas, os visitantes tem a oportunidade de fazer paradas para banhos em lagoas, acessadas por meio de descidas divertidas de esquibunda (pequena prancha que desliza sobre a areia), ou aerobunda (espécie de tirolesa).

Além disso, Genipabu impressiona também pelo espírito empreendedor do potiguar, que, munidos de computadores carregados por baterias de automóvel e câmeras de excelente qualidade, proporcionam aos turistas, praticamente em tempo real, imagens captadas nos suntuosos bancos de areia. Quem quiser estas recordações, basta pagar R$ 15.

Natal conta hoje com 720 condutores credenciados de buggy. Todos eles passam por treinamento específico a fim de garantir segurança nos passeios. Já as rotas possuem sentido único, com a intenção de impedir acidentes. Antes, os veículos eram produzidos de modo artesanal, com adaptações a partir dos chassis de Fusca ou Brasília.

Atualmente, a maior parte dos veículos é montada diretamente da fábrica Selvagem, localizada na cidade de Parnamirim, com carroceria original em plástico reforçado com fibra de vídeo, motor Volkswagen 1.4 cilindradas refrigerado a água, flex, tração nas rodas traseiras, freios a disco na dianteira e tambor na parte de trás. Um carro 0km desses custa em torno de R$ 55 mil e possui baixo custo de manutenção.

Buggy como sustento em Genipabu

No ramo desde 1988, o ex-bancário Osmar Raposo, 49 anos, afirma estar satisfeito em conduzir os visitantes pelos passeios de buggy, em Genipabu. Em entrevista ao jornal Estado de Minas, ele disse também:

“Sustentei minha família assim. Não posso reclamar da vida. Tenho um excelente escritório. Ocorreram períodos de maior ou menor lucratividade, mas, atualmente, temos uma associação bem-organizada e a tendência é de melhora para todos. Sinto-me recompensado em ver os visitantes felizes após o passeio.”

Como nem tudo é um mar de flores, o ponto negativo do passeio pelas dunas de Genipabu fica por conta da exploração do trabalho de animais. Em uma época em que é muito importante falar sobre meio ambiente, também é vital discutir que nos dias de hoje os turistas ainda andem em cima de dromedários e jegues, que são submetidos o dia inteiro a um sol forte e escaldante. Tudo isso para fazer poses para fotos.

Respeito aos animais

Longe da adrenalina de Genipabu, no município de Extremoz, na região metropolitana da capital, o Aquário Natal é um exemplo de respeito aos animais e ponto de referência para pesquisa e educação ambiental.

Neste lugar, sob a orientação de guias treinados, várias espécies aquáticas e terrestres são apresentadas ao público, com direito até a pinguins. O local trabalha ainda com reabilitação de diversos bichos encontrados nas praias e estradas do estado. Ao serem resgatados, eles recebem os devidos cuidados veterinários e, depois de um período em observação, são devolvidos ao seu habitat natural.

Quem quiser visitar o Aquário Natal, os ingressos custam a partir de R$ 15 (meia-entrada) e é um ótimo programa para levar as crianças.

Fonte: jornal Estado de Minas

*Foto: Divulgação / Grace Downey e Robert Ager