Ônibus elétrico em Madureira promove passeio turístico

Ônibus elétrico em Madureira integra projeto da Secretaria Municipal de Cultura e o trajeto é gratuito, sempre aos sábados e domingos, com guias de Cascadura

Agora, uma região bastante conhecida do Rio de Janeiro terá um passeio turístico gratuito aos finais de semana. Trata-se de um ônibus elétrico em Madureira. A ideia foi viabilizada pela arquiteta e urbanista Karolynne Duarte e o administrador de empresas Vilson Luiz. Eles são residentes de Cascadura, e se transformaram em anfitriões da região.

Ônibus elétrico em Madureira

Ambos se conheceram no curso técnico de Turismo do Estadual Antonio Prado Junior, na Praça da Bandeira. Hoje, os dois são um casal. Karolyne sentia necessidade, durante a pós-graduação em Gestão Ambiental, de pesquisar mais sobre o território que conheciam intimamente. A partir de pesquisas, percebeu que precisava dar visibilidade ao espaço. E mergulhou nos estudos.

Já Luiz, estava na sala ao lado do colégio, desmotivado pelo incômodo de ver a maior relíquia do seu lugar de origem, a Igreja da Penha, perder visitantes e notoriedade.

A partir daí, começaram a curtir juntos as rodas de jongo e samba em Madureira. Em seguida, surgiu a primeira “filha” da dupla inseparável, a agência de turismo Guiadas Urbanas, responsável pelo tour cultural de ônibus por ruas que guardam ícones cariocas. É o caso das quadras da Portela e do Império Serrano, o Parque Madureira, o Mercadão e o Viaduto Negrão de Lima, conhecido por ser endereço do baile charme mais tradicional da cidade.

Programa Verão Verde

A ação integra o programa Verão Verde, da Secretaria Municipal de Cultura, com saídas aos sábados e domingos. A entrada é gratuita e deve ser retirada antecipadamente, por meio da plataforma Sympla.

Região rica em história ainda é pouco valorizada

O trajeto do ônibus elétrico em Madureira tem como ponto de partida incentivar os participantes do passeio a circularem mais pelo bairro onde residem. E que criem interesse em conhecer mais detalhes do local que inspirou Arlindo Cruz a compor “Meu lugar”.

Em forma de canção, a letra é uma verdadeira declaração de amor, onde o sambista diz, afirma Luiz:

“Em Madureira, cada esquina um pagode num bar/ Em Madureira, Império e Portela também são de lá/ Em Madureira, no Mercadão você pode comprar…”.

Karolynne também nutre uma paixão por esse cantinho do subúrbio carioca.

Ela recorda que sua paixão começou anos antes, quando descobriu a importância histórica de Cascadura. O bairro recebeu este nome por conta da dificuldade que os operários tiveram para remover a pedreira que havia no local.

Entretanto, a paixão pelo turismo suburbano ainda não é a fonte principal de sustento do casal. Mas eles não desanimam. Isso porque eles acreditam que haverá uma maior valorização da periferia carioca. É uma questão de tempo, finalizam.

*Foto: Divulgação/Dayana Sabany