Hospital do GAAC de SJC recebe usina solar da EDP

A usina solar da EDP consiste em gerar energia para que vidas de centenas de crianças e jovens em tratamento de câncer possam ser salvas

Além do Setembro Amarelo, em que ocorrem ações destinadas à prevenção ao suicídio, neste mês também acontece o Setembro Dourado, onde é reforçada a importância do diagnóstico precoce e do tratamento mais adequado, em relação ao câncer infanto-juvenil, realizado em hospitais especializados. Com isso, a EDP, companhia que trabalha em todos os segmentos do setor elétrico, entregou uma usina solar de energia ao Hospital do Grupo de Assistência à Criança com Câncer – GACC, situado no município de São José dos Campos, no interior paulista, sendo o único hospital especializado de toda a região.

Como foi a inauguração da usina solar no GAAC

A inauguração da usina solar, instalada pela EDC, no Hospital GAAC Vale  foi realizada no dia 11 (quarta-feira) e contou com a presença de representantes da empresa do segmento elétrico, de membros do hospital e de autoridades municipais. Além disso, durante o evento foi oficializada a entrega de uma doação no valor de R$ 100 a entidade de saúde, vinda do Instituto EDP.

Como funciona o sistema de usina solar

O sistema de usina solar instalado no Hospital GAAC Vale conta com 570 módulos fotovoltaicos, que foram fixados no telhado da empresa de saúde, em uma área de cerca de 1.400 m². Além disso, o sistema é conectado a uma rede da EDP e possui uma potência instalada de 151 quilowatt pico (kWp). Com isso, o volume de energia captado é capaz de abastecer mais de 900 residências com consumo médio de 250kWh/mês.

O projeto

O projeto de usina solar por desenvolvido e construído pela EDP Smart. Ela é uma divisão do grupo, que integra soluções em energia da empresa e que foi custeado por meio da Chamada Pública de Projetos do Programa de Eficiência Energética – PEE, da Distribuidora EDP São Paulo, que arcou com um aporte de aproximadamente 65% do total do investimento.

Benefícios ao meio ambiente

Com a usina solar instalada no Hospital GAAC vale, a instituição conseguirá reduzir sua conta de energia, pois ela é captada por uma tecnologia limpa que não emite poluentes na atmosfera. Seu sistema pode ser capaz, ao longo de 25 anos, de impedir a emissão de cerca de 320 mil toneladas de CO2 (gás carbônico), o que equivale ao plantio de aproximadamente 2.000 árvores.

Além disso, graças ao projeto, também foram substituídas 1.501 lâmpadas que produziam maior consumo e em seu lugar foram adotadas as do tipo LED, que são mais econômicas, duráveis e, principalmente, sustentáveis. Com esta combinação, será possível editar em torno de 350 mil toneladas de CO2, equivalente ao plantio de 2.150 árvores.

Fonte: Diário de Taubaté e Região

*Foto: Divulgação