Laboratório de Inovação Digital é criado pelo Porto Digital e Urbana-PE

Laboratório de Inovação Digital em Mobilidade Urbana tem por objetivo mapear os desafios e oportunidades tecnológicas, além da implementação de soluções inovadoras voltadas à locomoção em assuntos, como pagamentos e segurança

Oportunidades a desafios que possam ser mapeadas e que promovam inovação digital ao deslocamento de pessoas. Esta é a meta do Laboratório de Inovação Digital em Mobilidade Urbana, que nasceu da parceria entre o Porto Digital e a Urbana-PE (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco). O acordo de implantação foi assinado na terça-feira (29). Entre os temas abordados pela iniciativa, estão: segurança, relacionamento com o usuário, eficiência operacional, bilhetagem e pagamentos, entre outros.

Laboratório de Inovação Digital

A implementação operação inicial do Laboratório de Inovação Digital em Mobilidade será realizada em cinco fases no decorrer de 24 meses. Este período também envolve o desenvolvimento de modelos de negócio e proposição de alterações regulatórias.

Além disso, o Porto Digital fará workshops e mapeará soluções, assim como realizar o trabalho de prospecção e assessoria na contratação de soluções maduras aos desafios mapeados.

Nesse meio tempo, o Porto Digital irá realizar workshops e mapear soluções, assim como prospectar e assessorar na contratação de soluções maduras para os desafios mapeados.

Testes de inovação digital

Pierre Lucena, presidente do Porto Digital, afirma que em no máximo três meses a contar da assinatura do acordo, serão iniciados os testes de algumas iniciativas. Ele ainda explicou à Folha de Pernambuco:

“Mas primeiro o Laboratório começa com os empresários trazendo os desafios que o setor tem, junto com alguns usuários também trazendo os seus desafios e problemas, para a partir daí a gente planejar algumas soluções de tecnologia para serem implantadas”.

A iniciativa de inovação digital é criada em um momento em que o panorama em que se insere o transporte público está em fase de transformação e que divide o setor com diversos outros modais operantes. Cláudio Marinho, coordenador do Laboratório explica que já foram escolhidas sete companhias que possuem soluções digitais que visam melhorar o transporte público. E ainda ressaltou:

“Queremos chegar em soluções de imediato e em paralelo queremos desenvolver soluções que são tendência em todo o mundo”, comentou. De acordo com Marinho, é preciso pensar além das medidas emergenciais. “Temos que o olhar o desafio da transformação dos modelos de negócios dessas empresas de ônibus sob o assédio das plataformas”.

Recentemente, Cláudio também se envolveu em outro projeto de inovação digital, o Fab Lab Recife, relembre aqui.

Diagnóstico do setor

Já Fernando Bandeira, presidente do Urbana-PE, afirma que o primeiro passo a ser dado é em direção à realização de um relatório do setor, com o objetivo de identificar o que pode ser melhorado. Ele também concorda que o transporte público precisa acompanhar a inovação dos tempos modernos, pois até o momento, o setor tem perdido espaço para outras plataformas e serviços. E conclui que:

“Precisamos inovar, sair dessa mesmice. Essa foi a finalidade quando viemos ao Porto Digital. Partir para uma coisa mais moderna, atender ao que o nosso cliente quer. Queremos ver soluções para a mobilidade não só do nosso transporte, mas da cidade como um todo”.

Fonte: Folha de Pernambuco

*Foto: Divulgação / Samuel Santos – CBN Recife